terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Dezembro...

Há meses que vêm por bem!(Não me importa que o provérbio seja outro...). Este foi um deles...
Há meses que passam a voar, e de tão leves...Não damos por eles!
Há meses que esticam, esticam, mas esticam tanto que é impossível distinguir seguramente quando começou o mês ou quando irá terminar...
Há meses que nos trazem mudanças que não esperávamos, mas...passamos a esperar!=)
Há meses que nos contam novidades ao ouvido...E sabe tão bem!
Há meses em que nos acontece de tudo...Fazer algo que nunca se tinha feito antes, cometer loucuras (saudáveis!), aumentar o circulo de amigos, estreitar antigos laços, comer ainda mais chocolate (ok, esta era desnecessária, eu sei...)...

O meu mês de Dezembro incluiu muitas peripécias, situações novas, responsabilidades diferentes, mas...Ei??Ainda não acabou!=)

Dezembro é um mês de guardar na caixinha os acontecimentos do ano que finda e tempo de limpar o pó e arranjar uma outra que se encherá de coisas novas do ano que aí vem...

Como estou a falar do mês de Dezembro, deixo-vos agora com um poema e uma "receita" escrita num jornal, por Carlos Drummond de Andrade:

Procuro uma alegria,
Uma mala vazia
do final de ano
e eis que tenho na mão
- flor do quotidiano -
É voo de um pássaro,
É uma canção.

(Dezembro de 1968)


Receita de Ano Novo:

Para você ganhar um belíssimo Ano Novo
Cor do arco-íris ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido).
Para você ganhar um ano
Não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
Mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
Novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
Novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
Mas com ele se come, se passeia,
Se ama, se compreende, se trabalha,
Você não precisa beber champanhe ou qualquer outra birita,
Não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens? passa telegramas?).
Não precisa de fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
Pelas besteiras consumidas;
Nem parvamente acreditar que por decreto de esperança
A partir de Janeiro as coisas mudem
E seja tudo claridade, recompensa,
Justiça entre os homens e as nações,
Liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
Direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo
Que mereça este nome,
Você, meu caro, tem de merecê-lo,
Tem de fazê-lo novo,
Eu sei que não é fácil,
Mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Beijo adezembrado para ti!(Pergunto-me se não terei acabado de inventar uma palavra nova!=))
Sara

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Chega de tristeza...

....Bola pra frente!

É assim que estou neste momento....
A fase stressante passou (ou ainda não começou...), mas agora estou bem como estou!


Como se costuma dizer: Tirando o que está mal, estou bem...=)

Onde ando?
No meio de crianças "menos saudáveis", que eu vou tentar mimar (mas com muita responsabilidade já diria alguém que conheço...) =)

"Que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança." A.G

Até já.
Beijo da Sara

sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Desabafos!

Onde estás?
Porque foste?
Será este um ano de perdas?

Quero que lutes, amiga...
Porque não o fazes?
Porque só queres ver o escuro, mesmo quando te dou a minha luz se a quisesses???
Porque te vejo afundar e estendo-te a mão, mas cada dia que passa parece que te largo um bocadinho mais?Não serei forte o suficiente?
Porque é tão dificil gritar o teu nome, para ver se voltas para trás??Porque corres?Porque foges?
Porque não corro também?Porque fico aqui, estática a olhar-te partir na esperança de que voltes??
Porque tenho que te deixar ir?Para teu bem?Então porque não o vejo em ti?
Porque queres parar, mas continuas vestida com essa armadura que dizes proteger-te?

Eu acho que ela só te está a matar...

Rezo por ti...Mais e mais!
Penso em ti...Mais e mais!
Sinto-te a falta...Mais e mais!

Dou-te a minha vida, se ma pedires!

"Flutuo, consigo deslindar o meu gosto sem esforço
Balanço é o que a maré me dá e eu não contesto
O meu destino está fora de mim e eu aceito
Sou eu despida de medos e culpas, confesso

Hoje eu vou fingir que não vou voltar
Despeço-me do que mais quero
Só para não te ouvir dizer que as coisas vão mudar
amanhã

Flutuo, consigo deslindar o meu gosto sem esforço
Balanço é o que a maré me dá e eu não contesto
Amanhã, pensar nisso sempre me dá mais jeito
Fazer de mim pretérito mais que perfeito

Hoje eu vou fingir que não vou voltar
Despeço-me do que mais quero
Só para não te ouvir dizer que as coisas vão mudar
amanhã, amanhã
Hoje eu vou fugir para não me dar a vontade de ser tua

Só para não me ouvir dizer que as coisas vão mudar
amanhã, amanhã, amanhã
Flutuo..."

Susana Felix

Desabafos nocturnos.....Mais vale deixar as lágrimas rolar....
Sara

domingo, 21 de outubro de 2007

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

A day like today!

"Seremos cúmplices o resto da vida
Ou talvez só até amanhecer."

domingo, 14 de outubro de 2007

Mandamentos!

Hi!
Letras que falam sobre nós são muitas, mas pronto...
Cá estou a partilhar outra vez!

"Hello, good morning, how you do?
What makes your rising sun so new?
I could use a fresh beginning too
All of my regrets are nothing new
So this is the way that I say I need You
This is the way that I'm

Learning to breathe
I'm learning to crawl
I'm finding that You and You alone can break my fall
I'm living again, awake and alive
I'm dying to breathe in these abundant skies

Hello, good morning, how you been?
Yesterday left my head kicked in
I never, never thought that
I would fall like that
Never knew that I could hurt this bad

So this is the way I say I need You
This is the way that I say I love You
This is the way that I say I'm Yours
This is the way, this is the way"

Switchfoot - Learning to breathe


A fase estranha (dificil - dizem alguns...:)) ainda não passou...Talvez vá acalmando a partir de agora...
Porque há quem nos levante ou pelo menos faça sorrir quando pensamos que ninguém dá nada por nós, cá vão os mandamentos criados especialmente para mim por alguém que cada dia constrói um lugar ainda mais especial no meu coração (pergunto-me se ela sabe isso...):

Mandamentos para a Sara Marto cumprir:

Ponto n.º1: Juras solenemente que a partir de agora dás um tempinho a TI PRÓPRIA?

Ponto n.º2: Vais repensar todo o curso até então e abstraires-te da pressão que estás a sofrer agora pelas aulas perdidas?

Ponto n.º3: Vais dedicar-te aquilo que tão bem sabes fazer que é: estudar, ser uma óptima amiga, ser uma filha maravilhosa e uma irmã chata e aborrecida ?

Ponto n.º4: Juras que vais ser uma menina feliz? Nem que seja pela felicidade dos 4/5 sorrisos sinceros que recebes por dia?

Enfim...Fez-me sorrir e já me deu os meus objectivos de vida nos próximos tempos!=)

Beijo*,

Sara


domingo, 30 de setembro de 2007

Almost there!

Sim, está perto!
Mas será o que queria?
Já sinto falta de sol, de praia, de sensação de tempo livre...
E ainda agora estou a acabar as "férias"!
Ou será que não sinto que as tive?

Hum...Cá estou...Foolish thoughts!


E venham eles.......


=)
Beijo grande!

Sara

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Saudade!

Parece-me que a Mafalda tem ido ao mesmo café que eu...

Fim do dia - Mafalda Veiga

Esperei-te no fim de um dia cansado
À mesa do café de sempre
O fumo, o calor e o mesmo quadro
Na parede já azul poente
Alguém me sorri do balcão corrido
Alguém que me faz sentir
Que há lugares que são pequenos abrigos
Para onde podemos sempre fugir

Da tarde tão fria há gente que chega
E toma um café apressado
E há os que entram com o olhar perdido
À procura do futuro no avesso do passado

O tempo endurece qualquer armadura
E às vezes custa arrancar
Muralhas erguidas à volta do peito
Que não deixam partir nem deixam chegar

O escuro lá fora incendeia as estrelas
AS janelas, os olhares, as ruas
Cá dentro o calor conforta os sentidos
Num pequeno reflexo da lua

Enquanto espero percorro os sinais
Do que fomos que ainda resiste
As marcas deixadas na alma e na pele
Do que foi feliz e do que foi triste

Sabe bem voltar-te a ver
Sabe bem quando estás ao meu lado
Quando o tempo me esvazia
Sabe bem o teu abraço fechado

E tudo o que me dás quando és
Guarida junto à tempestade
Os rumos para caminhar
No lado quente da saudade.

domingo, 23 de setembro de 2007

Sobre mim.


Eu quero: ser feliz.
Eu tenho: pessoas que marcam a minha vida todos os dias.
Eu acho: que não sou tão forte como acho que sou.
Eu odeio: a palavra ódio.
Eu sinto: a falta do meu gato.
Eu escuto: aquele que me chama e me fala.
Eu cheiro: o amanhecer ao sair de casa, os perfumes, a comida acabada de fazer, o banho acabado de tomar, as velas, a flor que me dão, o meu gato, a hospital (mas só ao final do dia de estágio!), o que me atrai o cheiro…
Eu imploro: por serenidade para aceitar as coisas que não posso modificar.
Eu procuro: ter coragem para modificar as coisas que posso.
Eu arrependo-me: de pensamentos, julgamentos, palavras, actos e o Não ou o Sim que não disse.
Eu amo: a Vida.
Eu sinto dor: por aquele que perdi, por aquele que me deixou, por aquele a quem falhei ou por aquele que desiludi.
Eu sinto a falta: do sabor da liberdade e de pessoas que passaram por mim.
Eu importo-me: com a minha família.
Eu sempre: gostei de gatos, de chocolate, de sorrir, de ler, de cinema, de estudar, de sítios especiais, de nadar, de acordar sem despertador, de fotografia, de andar de bicicleta, de conversar, de falar sozinha, de praia, de conhecer!
Eu não fico: calada por muito tempo?
Eu acredito: no meu Deus, na minha Igreja, em ti e em mim!
Eu danço:
sempre que oiço qualquer som, música ou ritmo!!
Eu canto: porque é das coisas que mais gosto de fazer… Não quer dizer que o faça bem!=) Diz-se tanto numa canção!
Eu choro: naqueles momentos em que não consigo, quando falho, quando não me esforço o suficiente, quando me dói, quando me identifico.
Eu falho: mais do que gostaria, mas luto para mudar essa falha.
Eu luto: por tudo aquilo ou aqueles em que acredito. Lutarei o suficiente?
Eu escrevo: porque sempre gostei e, muitas vezes, exprimo-me melhor assim do que por palavras.
Eu ganho: com o sorriso daqueles de quem me estou a lembrar!
Eu perco: em não insistir naquilo que devia e que depois se torna impossível!
Eu nunca: hei-de esquecer-me de Ti!
Eu confundo-me: com questões políticas!
Eu estou: à procura.
Eu fico feliz: porque acredito na felicidade! Há sempre algo bom, à espera de ser agradecido! Surge, constrói-se, procura-se…Sei lá…são tantas as formas de a alcançar!
Eu preciso: conhecer-me e não duvidar de mim. Será que lá chegarei?
Eu tenho esperança: de chegar lá!
Eu deveria: ser mais objectiva quando conto as minhas histórias! =)
Eu sou: eu…E tu quem és?
Eu não gosto: de julgar os outros!

E agora já chega de falar de mim!=)

E tu? Conta-me!

Beijo.

They say...




You Are Bart Simpson



Very misunderstood, most people just dismiss you as "trouble."

Little do they know that you're wise and well accomplished beyond your years.

You will be remembered for: starring in your own TV show and saving the town from a comet.

Your life philosophy: "I don't know why I did it, I don't know why I enjoyed it, and I don't know why I'll do it again!"



LOL...Tinha que pôr este!Sou o Bart!Quem diria!=)
Estas coisas devem ser viciantes!

Sara...ou Bart (já não sei!!!)

sábado, 22 de setembro de 2007

They say I belong...




You Belong in Dublin



Friendly and down to earth, you want to enjoy Europe without snobbery or pretensions.

You're the perfect person to go wild on a pub crawl... or enjoy a quiet bike ride through the old part of town.




E pela descrição, parece-me mesmo indicada para mim. Hei-de lá ir. =)

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Um homem de sorte!

Olá!

Estou a aproveitar (ou não) os últimos dias de férias...
Isto porque andei entretida a trabalhar para um retiro e para a Praxe 2007/2008 que se aproxima na minha faculdade!Dormir já não faz parte das minhas necessidades básicas (ou então a falta de o fazer!)...
Ontem iniciaram-se as matriculas na faculdade e era vê-los todos pintadinhos a gritarem que a sua terra é uma nação...Pobrezinhos...Pensar que já o fiz também.
Mas na minha faculdade Praxe não é sinónimo de humilhação, não se preocupem...É mais de "sacrificios" e mente aberta...
Espero que para estes que agora entram, fiquem momentos como ficaram na memória os meus!

Enquanto de manhã cedo, com os calores típicos de quem veste o traje académico (eles saberão o que digo...), sigo viagem no comboio da ponte, a minha mente viaja durante 20 minutos para saborear o livro que presentemente leio.

Um Homem de Sorte - Michael J. Fox

Para quem, como eu, é um fã do homem/actor - este livro não é mesmo um filme.

Deixo-vos um excerto de uma opinião que encontrei no blog "Paixões e Desejos":

"O nome de Michael J. Fox é conhecido de todos, principalmente devido ao seu grande êxito “Regresso ao Futuro” / “Back to the Future” e também à sua participação na série “Quem Sai aos Seus”.
“Um Homem de Sorte” / “Lucky Man” não é mais um filme seu mas sim um livro escrito na primeira pessoa, em que nos relata a sua vida desde que nasceu até ao sucesso de uma carreira no cinema, que foi “subitamente” interrompida devido à doença de Parkinson Jovem.

A sua narrativa oferece-nos a história de alguém que partiu ainda em adolescente à conquista de um sonho… ser estrela de cinema e quando já estava a desistir e a regressar a casa, devido ao insucesso, descobriu finalmente que a sua estrela brilhava e foi tudo tão rápido, como muitos anos depois os tremores que nasceram no seu dedo, sintoma da doença que nascia. A outra arte deste livro fala-nos do problema clínico de Parkinson Jovem, daí a sua catalogação em Medicina, no entanto a forma viva e pessoal como é narrada a doença, quase como metáfora para apenas citar essa obra de Susan Sontag, permite uma leitura apaixonante, fugindo ao trágico.

Editado em 2002, esta obra apresenta-nos um Michael J. Fox jovem e incisivo nas questões que coloca… e elas tanto são assuntos como a fama de uma estrela e a sua vida atribulada na Meca do Cinema, como a história de um homem famoso em luta contra uma doença, que o tornou igual a todos os outros, mas também diferente porque as suas convicções o transformaram num nome de uma causa. Esse mesmo homem que lutara por um lugar ao sol no firmamento estrelar, trabalhando simultaneamente numa série “Quem Sai aos Seus” e numa película “Regresso ao Futuro”, sobrevivendo então com apenas três horas de sono. A arte de ser famoso nunca foi tão bem descrita como nestas páginas de um humor perfeito, sem qualquer mágoa ou pesar, apenas a passagem de um tempo que lhe ofereceu uma razão para viver no interior do seu núcleo familiar com a maior das intensidades.

Michael J. Fox com “Um Homem de Sorte” oferece ao leitor o mapa da estrada da felicidade, como se de um filme se tratasse… infelizmente a cura da doença de Parkinson ainda está distante, mas a acção de Michael para a resolução do problema tornou-se muito importante e a fama do seu nome, como ele refere, contribuiu no bom sentido, para uma luta mais intensa com o problema."

Rui Luís Lima



Este livro enche-me os olhos e o coração, nem que seja na viagem diária de 40 min de ida e volta no comboio.
Quando, a alguns metros, anunciam a estação do meu destino, fecho o livro.
Tenho quase um ritual de despedida - releio o último parágrafo em que me encontro, como se não quisesse deixar fugir as suas palavras com o comboio que segue a sua viagem e, para que quando o retomar (ao livro, não ao comboio), sentir que não passou tempo algum.
Quando as portas do comboio se abrem finalmente e me deixam sair, saio para a minha vida...Para a realidade...Para a "Sorte".


Deixo-vos (finalmente, dirão alguns), com o primeiro parágrafo deste livro:

"Capítulo Um

O primeiro aviso

Gainesville, Florida-Novembro 1990

Acordei e a mensagem estava na minha mão esquerda. Fez-me tremer. Não era um fax, nem um telegrama, nem um memorando - não era o tipo de missiva que, em geral, nos traz notícias perturbantes. A verdade é que não havia nada na minha mão. A mensagem era o tremor. "


Os dez anos depois de me ter sido diagnosticada a doença foram os dez melhores anos da minha vida. Considero-me um homem de sorte. - Michael J. Fox

Obrigada a ti Jan que, mesmo sem saberes o que significaria, me "ofereceste" este livro (eu devolvo-o!!=)) quando visitei o teu castelo amarelo pela 1ª vez.

P.S.: Não posso acabar o post sem deixar de dizer que a imagem da capa está brilhante. Adoro.

Beijos,

Sara, uma sortuda...

sexta-feira, 7 de setembro de 2007

Maratona Literária!

Olá!

Uma das coisas que estas férias me proporcionaram foi a oportunidade de realizar o meu passatempo favorito - Leitura!
Que bem que me sabe...
Passo o ano lectivo sem conseguir pegar num livro que não seja para estudo e fico-me com 2 meses ao ano em que posso voltar a perder-me nesse conjunto de folhas escritas por alguém que eu não conheço, mas que escreve para mim e para o mundo.
Não sou difícil de agradar, leio de tudo. E consigo voar para dentro das linhas que contam a história e viver tudo ao máximo pormenor.
Posso dizer então, que já vivi muitos mundos e muitas vidas...Sou uma priveligiada!

Lista das obras lidas no último mês de Agosto/Setembro:

- Harry Potter e o Principe Misterioso (2º leitura) - J. K. Rowling
- Pássaros Feridos -
Colleen McCullough
- Casei com um massai - Corinne Hoffman
- A Casa da Floresta -
Marion Zimmer Bradley
- Não te deixarei morrer, David Crockett - Miguel Sousa Tavares


E há tantos que gostava de ainda poder ler estas férias...Veremos...

=)

Férias.

Olá!
Só para dizer que não fugi!Andei uns tempitos fora...=)
Fátima, Peniche (uma novidade), Nazaré e de novo Fátima...
Espero que estejas bem, eu estou...

Beijito,

Sara

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Just me!

Olá,

Para quem quiser ouvir...Não, não é Mafalda Veiga e João Pedro Pais...É mais bonita...
E olhem, fala por mim agora!

http://youtube.com/watch?v=HZnvUNVkKfY&mode=related&search=

Quanto às minhas férias??

Ta cansada senta
Se acredita tenta
Se tá frio esquenta
Se tá fora entra
Se pediu aguenta

Se sujou cai fora
Se da pé namora
Ta doendo chora
Ta caindo escora
Não tá bom melhora

Se aperta grite
Se tá chato agite
Se não tem credite
Se foi falta apite
Se não é imite

Se é do mato amanse
Trabalhou descanse
Se tem festa dance
Se tá longe alcance
Use sua chance

Se tá puto quebre
Ta feliz requebre
Se venceu celebre
Se ta velho quebre
Corra atrás da lebre

Se perdeu procure
Se é seu segure
Se tá mal se cure
Se é verdade jure
Quer saber apure

Se sobrou congele
Se não vai cancele
Se é inocente apele
Escravo se rebele
Nunca se atropele

Se escreveu remeta
Engrossou se meta
Quer dever prometa
Pra moldar derreta
Não se submeta...Não se submeta...

Lenine - Do it!

Beijo grande para ti, se ainda me lês! =)

Sara

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Lá vou eu!

Após ter feito uma semana de praia com as crianças do Centro Paroquial da Sagrada Familia e outra com a Colónia de Férias "Sorriso em Cristo" (missão cumpridaaaaaaaaa!!), parto desta vez para a Santa terra, para gozar (ou não!) de uns dias de descanso familiar...=)
Espero que tu estejas bem e, se possivel, em férias!

Beijos salgados (da praia), vermelhos (do sol -muita atenção!), sorridentes (a mostrar os dentes todos!) e alegres!

"Viva o instante,
Cante o agora,
Sopre o restante..."


Sem mais assunto....

A sempre vossa,

Sara

=)

terça-feira, 7 de agosto de 2007

I can fly!



















Perfeito: Sol e Natureza!
Beijo*
Sara

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

Quem sabe?

Quem conhece esta música??Tu não??Olha eu aprendi com uma doce criança esta canção:

"A Pri...ma...vera che...gou..
Eu...sei...q´ela...che...gou...
Quem...foi...que...te...contou?
As flores, as flores....Foram...elas...que...me...contaram!!"

Acreditem, uma vez que a sabem, nunca a esquecem, porque não é possivel parar de a cantar...
Sara

segunda-feira, 30 de julho de 2007

II Parte

I´m with the kids part II...Where are you?
=)
Bjoooo*

quarta-feira, 25 de julho de 2007

Unknown...

Não é por preguiça de escrever, mas ultimamente as músicas têm falado por mim...e de mim!
E esta é uma das que me apetece lançar ao vento...Como as histórias das mensagens pela garrafa lançada ao mar...Pode ser que alguém a apanhe...Algures no mundo...E que saiba o que é...

"Só hoje senti
Que o rumo a seguir
Levava pra longe
Senti que este chão
Já não tinha espaço
Pra tudo o que foge
Não sei o motivo pra ir
Só sei que não posso ficar
Não sei o que vem a seguir
Mas quero procurar...

E hoje deixei
De tentar erguer
Os planos de sempre
Aqueles que são
Pra outro amanhã
Que há-de ser diferente
Não quero levar o que dei
Talvez nem sequer o que é meu
É que hoje parece bastar
Um pouco de céu
Um pouco de céu

Só hoje esperei
Já sem desespero
Que a noite caísse
Nenhuma palavra
Foi hoje diferente
Do que já se disse
E há qualquer coisa a nascer
Bem dentro no fundo de mim
E há uma forca a vencer
Qualquer outro fim

Não quero levar o que dei
Talvez nem sequer o que é meu
É que hoje parece bastar
Um pouco de céu
Um pouco de céu..."

Mafalda Veiga

O pior será quando não há para onde ir...
Beijo de boa noite para ti,

Sara

sexta-feira, 20 de julho de 2007

Estarei longe?

"Eu não sei se vais ouvir-me
Estás aí­ ou não
Eu não sei se compreendes
Esta oração

Se eu p'ra ti sou uma estranha
Que o coração perdeu
É ao ver-te que eu pergunto
Se já foste como eu

Longe do mundo, perto de ti
Peço conforto de quem eu fugi
Perdida, esquecida, eu oro aqui
Longe do mundo, mas perto de ti

Peço conforto e nada mais
Na voz dos que sofrem padecem sinais
Vêm de longe e chegam por fim
Quem vai ouvi-los?, Quem sofre assim?

Eu não sei se vais lembrar-te
De um coração tão só, coração tão vagabundo
Que perde, chora, todos os dias

Longe do mundo, mas perto de ti
Peço conforto de quem eu fugi
Venho de longe e chego por fim
Quem vai ouvir-me, chama assim

Perdida, esquecida, aqui, ao orar
Longe do mundo, mas perto de ti..."

Sara Tavares

domingo, 15 de julho de 2007

Satisfeita!

O fim de semana foi um óptimo inicio de férias...
O que aqui transcrevo é algo que me mandaram e olhem....Identifiquei pelo menos um amigo em todas as frases...

"É bom ter amigos..
A cumplicidade, o carinho e a compreensão que pode acontecer entre dois amigos são das coisas mais lindas que somos capazes
de alcançar.
A vida apresenta-nos milhares de pessoas. E cada uma delas vem
cumprir um papel connosco.
Eu tenho saudade de todos que já tive na vida, mesmo aqueles que me magoaram.

Aquele amigo desbocado que está sempre a meter-se em sarilhos,
mas que nos faz rir muito.

Aquele outro que é chorao.

Aquele a quem posso contar absolutamente tudo, e sinto que fui
entendida, saio aliviada.

Aquele que nos ralha e nos manda parar de roer as unhas.

Aquele que passa connosco o momento mais difícil da nossa vida.

Aquele que liga todo o dia.

Aquele que nos abraçou em silêncio e nos sentiu chorar.

Aquele que faz tudo que se lhe pede.

Aquele que ouve quando estamos apaixonados e passa horas a falar
do mesmo assunto. E aquele outro que exige toda a nossa atenção.

Ou aquele outro que apoia todas as nossas loucuras.

E o outro que nos reprime em quase tudo.

Aquele que só nos liga nos anos e que mesmo assim adoramos.

Aquele que parece a nossa mãe, e vive para nos dar conselhos.

Aquele que nos deu o conselho certo, mas que não ouvimos.

Aquele que irrita, mas que, sinceramente, não imaginamos a vida
sem ele.

Aquele que nos defende de tudo e de todos.

Aquele que sempre traz um presentinho.

Aquele que chora a nossa dor.

Aquele que era o mais chegado, mas desaparece.

E aquele que é um irmão.

Isto é para todos os amigos, para aqueles de muito tempo e
para aqueles que tive o prazer de me relacionar recentemente,
para aqueles que estão perto e longe de mim, para aqueles que eu
lembro e nem sabem disso.

Digo, sem pestanejar, que a vida vale a pena por causa da
amizade, e quem me ensinou isso foram vocês."

Para vocês em quem pensei - Obrigada!

sexta-feira, 13 de julho de 2007

Sabe bem!

Finalmente....
Acabou!Nem parece que se passou um ano!Que bem que soube estar ali uma última vez e ouvir:

"Boas férias e até para o ano!"

Sabe mesmo bem!Agora antes de tudo: descanso!
O resto logo se vê depois...Porque agora terei um tempo para mim. E para ti. E para ti. E para ti. =)
"Pedras no caminho? Guardo-as todas...um dia vou construir um castelo..."

Saltas para cima destas nuvens de algodão e vens voar comigo?

Beijos a todos os que me aturaram neste caminho!
Sara

sábado, 16 de junho de 2007

Serenidade

"É a habilidade para se adaptar às mudanças e circunstâncias da vida, sem se perturbar."

sexta-feira, 15 de junho de 2007

Uma nova paixão...





Veio parar às minhas mãos esta preciosidade abandonada...não pude recusar o pedido...percebem porquê?

domingo, 10 de junho de 2007

Um apoio...

"É, pois, imortal aquilo que cresce e se desenvolve na nossa vida actual.
É no nosso corpo que sofremos e amamos, que esperamos, que experimentamos alegria e tristeza, que progredimos no tempo.
Tudo quanto assim cresce na nossa vida actual, tudo isso é imperecível.
É imperecível aquilo que nos tornámos no nosso corpo, o que cresceu e amadureceu no coração da nossa vida, em ligação com as coisas deste mundo."


Porque, segundo consta, não há crescimento sem sofrimento.
E porque há palavras que nos confortam, mesmo quando se desespera!

Beijo*

Sara

domingo, 13 de maio de 2007

Nada temerei...

Por todos os que agora caminham, que agora estão cansados, que agora rezam...
Por todos os que caem, se levantam e seguem em frente com toda a força que têm...
Por todos os que lutam por aquilo que acreditam e não desistem ao primeiro sinal de dificuldade...
Por todos os que pensam que não têm mais força para lutar e precisam de alguém que lute com eles (eu vou contigo!)...
Por todos esses e por cada um individualmente...

Gosto de vocês até ao infinito e mais além....

Sem medo avançarei...


(Música que colou ao meu ouvido que nem pastilha elástica e que um amigo me mostrou!=) ) http://www.youtube.com/watch?v=MSI-mTiSREs

sexta-feira, 11 de maio de 2007

We hold these truths!

"When things are working right in the universe…
A loss of innocence is usually followed, in time....
By an increase in humanity.
Time is funny like that.
For everything it robs us of, it grants us something.

Sometimes is a new friend.
Sometimes it's a better understanding of ourselves.
Sometimes it's just...

........a perfect day."

Thank You...and you...and you!*

sexta-feira, 4 de maio de 2007

Aqui estou!

Aqui estou em frente ao computador com vontade de escrever qualquer coisa, mas sem saber o que escrever!
Talvez te escreva qualquer coisa a ti....
Já acabou o estágio....Houve de tudo: alegrias, tristezas, Vida, Morte, trabalho duro, trabalho simples, conversas cultas, conversas banais, e tantas outras coisas que ao longo de 8 semanas se desenrolaram e que estas linhas não chegarão para contar....Mas pronto...
Hoje tenho o dia livre (tenho que ir a um certo sítio agradecer....), para a semana exames bicho-papão novamente (agora de outra unidade curricular!Há que levar estas coisas a sério...=)) e depois outras 8 semanas, mas num espaço diferente, com pessoas diferentes e até a professora é diferente (bahh) e como costumo dizer....com uma Sara diferente.
Deseja-me boa-sorte...


Beijos com sabor a liberdade....(momentânea..=P) *

Sara

quinta-feira, 3 de maio de 2007

Este momento...

Estou a ouvir esta música (não liguem ao clip...é de uma série...)...........neste momento!

http://www.youtube.com/watch?v=vcO52jBbDnc

Como me sinto agora?Neste momento?

Não sei identificar....

Beijos aos que me lêem....neste momento*

sexta-feira, 27 de abril de 2007

Para sempre....

Perto de Ti

É impossível existir sem te abraçar
No meu corpo tu reinavas
Fechava os olhos e então via-te chegar
Mas tu não estavas

É impossível o teu beijo não querer
E o teu perfume esquecê-lo
Fechava os olhos, porque te queria ver
Que pesadelo

Eu queria ter-te aqui
Queria estar perto de ti
Pede o sol, pede o mundo
Mas dá-me um só segundo
P'ra estar perto de ti
E então poder ter-te aqui

Eu queria ter-te aqui
Queria estar perto de ti

É impossível no silêncio tão feroz
Que ainda faça mais sentido
Ouvir no escuro do meu quarto essa tua voz
Dizer que ainda me amas e me queres ao meu ouvido

Eu queria ter-te aqui
Queria estar perto de ti
Pede o sol, pede o mundo
Mas dá-me um só segundo
P'ra estar perto de ti
E então poder ter-te aqui...

(Anjos)

Perto de ti!

Hoje é um dia triste...Digo é, porque ainda não acabou....
É um daqueles dias que eu daria tudo para mudar...ou não...
Ontem eu já o suspeitava....Disse-te boa noite prolongadamente...e rezei por ti!
Hoje no comboio pensei, rezei e chorei por ti...
Prometi a mim mesma que assim que chegasse a casa dormiria uma sesta a teu lado.
Mal sabia eu que já não voltarias para casa hoje.
Mal sabia eu que já não voltaria para casa hoje, contigo...
Como te chorei...
Como por instantes me foi dada a esperança de poder viver a teu lado por mais tempo...
Como te senti respirar pela última vez...
Como senti o teu coração uma última vez...
Como respondeste ao meu chamar, com esforço, uma última vez...
Como te peguei ao colo, uma última vez...
Como olhei os teus olhos, uma última vez...
Como te toquei, uma última vez...
Como te falei com carinho, uma última vez...
Como te vi caminhar, sem rumo, uma última vez...
Como te protegi uma última vez...
Como te rezei uma oração, pela última vez...
Como disse que gostava de ti, uma última vez...
Como fechei a porta e te deixei, sempre olhando para ti....Sabendo que seria......

.......................A Última Vez!

Reuni no meu coração lembranças e lembranças de todos estes anos...
Rezei orações por ti no momento final...e todo o caminho de regresso me pareceu interminável...
A minha casa, que chamava minha por saber que me esperavas lá, está vazia.
Quem me irá receber agora?
Quem irá dormir perto de mim?
Quem irá pedir-me por alimento ou água?
Quem irá deitar-se por cima dos meus livros enquanto estudo?
Quem irá pôr-se a dormir em frente ao monitor enquanto escrevo estas palavras?
Quem irá destruir coisas à passagem?
Quem irá dar-me mimos até mais não?
Quem irá pedir amor e dar-me amor em troca?
Tu fazias isso e agora, enfim...

Tenho que te dizer Adeus...

O telefone toca, a realidade chama! E ouço do outro lado:

But I don’t feel like dancin’

When the old Joanna plays
My heart could take a chance
But my two feet can’t find a way
You'd think that I could muster up a little soft-shoe gentle sway
But I don’t feel like dancin’
No sir, no dancin’ today. (Scissor Sisters)

Obrigada a vocês que mesmo sem o saberem me deram um motivo para sorrir...
Nem que seja por instantes.

Quanto a ti, sei que fazes parte de mim....Para toda a eternidade...

terça-feira, 3 de abril de 2007

Dias de inspiração...

Desafio-te a questionares-te:


O que te impede de voar?


Foto by *raun

quinta-feira, 29 de março de 2007

Pedaços de Músicas!

"Still a little bit of your song in my ear
Still a little bit of your words I long to hear
You step a little closer to me
So close that I can't see what's going on.."
"Butterfly fly, fly away from here
I know we’ll try, try through the laughter and the tears
You’ll always be a part of me
In my heart you’ll always be
Butterfly fly, fly away, fly away"
"Voa borboleta, abri bos asas e voa
Bem trazem quel morabeza
Qaund m'oiabo
Bo ca tem ninhum tristeza
Mesmo si bo ta morre manha
Dor ca ta existi pa quem voa

Borboleta, borboleta
Abri bos asas e voa, mesmo se vida bai amanha
Borboleta...
Se um prende vive ess vida
Cada dia voa"
"Let him know that you know best
Cause after all you do know best
Try to slip past his defense
Without granting innocence
Lay down a list of what is wrong
The things you've told him all along
And pray to God he hears you
And pray to God he hears you

Where did I go wrong, I lost a friend
Somewhere along in the bitterness
And I would have stayed up with you all night
Had I known how to save a life"
"There's a wren in a willow wood
Flies so high, sings so good
And he brings to you, what he sings to you
And the love in his lullaby
Seems to tell me if I try
I could fly for you
Lover I wanna try for you cause

And I wanna sing you a love song
Wanna rock you in my arms all night long
I wanna get to know you
Wanna show you the peaceful feeling of my home"


"When I kissed you it was
Everything I dreamed it would be
But I never dreamed it would mean so much to me
And our friendship is too valuable to carelessly lose
So today I choose
To really love you

Jessica your heart is
Like a newly budding rose
Expanding as she grows
Your petals have been bruised
But you have so much love to give
And it's so beautiful to see
You're beautiful to me, my friend"

Vários artistas, várias músicas...Pedaços de mim talvez...





sábado, 10 de março de 2007

Um suspiro:


"If you're feeling frightened about what comes next...don't. Embrace the uncertainty. Allow it to lead you places. Be brave as it challenges you to exercise both your heart and your mind as you create your own path towards happiness, don't waste time with regret. Spin wildly into your next action. Enjoy the present, each moment, as it comes, because you'll never get another one quite like it.

And if you should ever look up, and find yourself lost, simply take a breath and start over. Retrace your steps and go back to the purest place in your heart...where your hope lives. You'll find your way again."

*

Caminhos...

"And I'm hoping that our God can make great things of our lives
His love survives
The greatest struggles
your gate is open, nothing in your way."

quinta-feira, 8 de março de 2007

Tudo Tem Tempo!

"Tudo tem o seu tempo determinado, e há um tempo para tudo.
Há um tempo de nascer, e um tempo de morrer;
Um tempo de plantar, e um tempo de arrancar o que se plantou;
Há um tempo de matar, e um tempo de curar;
Um tempo de derrubar, e um tempo de edificar;
Há Um tempo de chorar, e um tempo de rir;
Um tempo de prantear, e um tempo de dançar;
Há Um tempo de espalhar pedras, e um tempo de ajuntar pedras;
Um tempo de abraçar, e um tempo de afastar-se de abraçar;
Há Um tempo de buscar, e um tempo de perder;
Um tempo de guardar, e um tempo de lançar fora;
Há um tempo de rasgar, e um tempo de coser;
Um tempo de estar calado, e um tempo de falar;
Há um tempo de amar, e um tempo de odiar;
Um tempo de guerra, e um tempo de paz." (Ecl. 3, 1-8)

Seres humanos.

"O pior da doenca é a impessoalidade a que ela nos reduz. Sem nenhuma espécie de vontade preservada - quanto a intimidade devassada por dentro e por fora, - nem é bom falar nisso - o indivíduo sente-se apenas um manequim dorido, que mãos estranhas ou familiares manobram com a doçura de uma paciência exausta. Um manequim geme, que abre e fecha os olhos, que toca campainhas, mas que tem a sua realidade fisiológica longe de si, reduzida a gráficos e a tabelas. Dum ser afirmativo e facetado, resta uma passividade amorfa, almofada entre almofadas, onde se espetam agulhas ritualmente. E, embora pareça estranho, o que nestas ocasiões mais se deseja não é melhorar: é simplesmente ascender de farrapo humano a homem, ou deixar de existir."

Miguel Torga

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2007

Regresso a casa!

Saudações...
Queria só deixar por cá este sentimento de dever cumprido...Só não posso dizer que o trabalho já acabou, porque 2ª-feira lá estará outro exame à minha espera...Mas esta semana estão cumpridos os objectivos...Convívio vivido, teste do campeonato enviado e exame feito!
Mas o que importa são as memórias dos mais belos sentimentos vividos esta semana...
Que bem que soube chegar a um local onde sabemos que as coisas ali serão vividas intensamente...
Que bem que soube ver as caras desconfiadas de uns, sérias de outros, arrependidas de outros, outras felizes e saudosas...
Que bem que soube deitar-me e a última coisa que via era o Cristo-Rei de braços abertos e toda a paisagem ao redor...
Que bem que soube acordar e agradecer novamente o facto de estar ali...exactamente naquele segundo, minuto no tempo...como se fosse interminável...
Que bem que soube servir.
Que bem que soube ver rostos que não via há imenso tempo...mas que fazem tanta falta!
Que bem que soube rir, cantar, chorar...
Que bem que souberam as vossas orações!
Que bem que souber ver que no final, todas as caras transpareciam o mesmo...Felicidade e Amor no coração!
Que bem que soube aquele abraço caloroso!
Que bem que soube todo o apoio.
Que bem que soube o estudo acompanhado de sandes de frango, ice tea e bolo de noz!
Que bem que soube dormir perto de ti, minha amiga do coração!
Que bem que soube sentir que tudo fez sentido e que as coisas foram feitas..."O tempo passa a correr,..." não é assim?
Que bem que soube o lanchinho despreocupado e tranquilo ao final do dia na vossa companhia!
Que bem que soube saber que por detrás das nuvens cinzentas está sempre um sol brilhante à espreita!

E pronto...Eu sou eu!=)
Um beijo para ti!*

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007

Ai ai...

1023 deixa que eu te diga...aiii
1023 deixa que eu te diga...aiii
Essa ideia de ir para a arrábida
Saiu furada, viemos para almada

E assim se fez
Mesmo com muito frio
O 1023
Lá ao pé do rio!

De Deus e de Vocês...


quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007

Carnaval em Convívio...

Este título é muito curioso...
Mas para vocês que não sabem do que se trata eu dou-vos o meu parecer...Vem aí mais um Convívio Fraterno..desta vez o nr 1023...Após um ano, volto a um convívio para celebrar o 1º aniversário do meu (1000!!!! =) ) e para dar tudo o que puder em troca do que me foi dado o ano passado...Como estarei por lá?Irei pra cozinha (coitadinhos, já devem tar a pensar vocês, suas cabeças negativas!) para dar o melhor que souber com todos os que lá estão...Será dar e receber...tempo de reflexão, oração, convívio, partilha, etc.,etc....Algo que sinto falta com a azáfama da vida diária...Portanto, tu que me lês reza por mim (como souberes!) que eu rezo por ti!
Beijinhos e até ao 4º dia....


P.S: Aviso que na próxima semana terei exame bicho-papão-muito-mau prático...e portanto ainda tenho outra razão para rezar ainda mais!
Pra ter força para tudo...
Ah e vou voltar a participar no Campeonato de Língua Portuguesa (n de forma tão entusiasta como no ano passado porque não há tempo para isso...)mas: Bárbara Guimarães...see you soon!!!!I´m back in the game!=P

domingo, 11 de fevereiro de 2007

Janeiro 2007!


Ao dar uma vista de olhos pelo blog, reparei que na lista dos meses dos posts faltava Janeiro de 2007...Saltámos um mês na lista..Também eu desejei saltá-lo na vida real, mas não é tão fácil assim! =) Fica então aqui este título...sem nenhuma mensagem em especial, mas para simplesmente recordar que também este primeiro mês do ano, como todos os outros, foi vivido...umas vezes melhor, outras pior...mas que não passou em branco nas páginas da minha vida...

Beijos*
Sara

Que tempo este!

"Pedi ao tempo que passa,
Para passar mais devagar,
Na ilusão de que o tempo parasse
Para eu passar.
Mas isso não aconteceu,
E seguimos de mão dada a nossa jornada:
A vida, o tempo e eu.
A vida e o tempo dão-me muito que fazer,
Pois eu tenho amor à vida
E tempo não quero perder.
E o tempo sábio disse então:
"Não vale a pena sofrer,
Não há quem detenha o tempo,
O tempo passa a correr..."

Beijos para as pessoas que passam pelo tempo, mas ficam paradas no meu coração*
Transcrevo-vos esta mensagem que uma amiga me enviou no momento certo...



quinta-feira, 1 de fevereiro de 2007

Estou de volta...

Após um período de ausência (era bom que fosse por ter andado na boa vida e no santo descanso, mas não...Deve-se ao muito trabalho e à vida rotineira que se instalou na minha vida e teima em passar!Bons tempos hão-de voltar...), andei desaparecida (em combate) do meu rico blog!Mas cá estou de novo..num novo ano, numa nova fase, com uma nova Sara e tantas outras "novidades"...
Como também não estou com muito tempo agora, deixo-vos uma letra de uma música que tenho ouvido bastante e assim dou-vos um bocadinho da minha vida diária (ou seja, a duração da música se a ouvirem!) de quando a ouço...
Beijos para ti que me lês e não o deixaste de fazer...Porque eu também não...

World


"Got a package full of Wishes
A Time machine, a Magic Wand
A Globe made out of Gold

No Instructions or Commandments
Laws of Gravity or
Indecisions to uphold

Printed on the box I see
A.C.M.E.'s Build-a-World-to-be
Take a chance - Grab a piece
Help me to believe it

What kind of world do you want?
Think Anything
Let's start at the start
Build a masterpiece
Be careful what you wish for
History starts now...

Should there be people or peoples
Money, Funny pedestals for Fools who never pay
Raise your Army - Choose your Steeple
Don't be shy, the satellites can look the other way

Lose the Earthquakes - Keep the Faults
Fill the oceans without the salt
Let every Man own his own Hand

What kind of world do you want
Think Anything
Let's start at the start
Build a masterpiece
Be careful what you wish for
History starts now...

Sunlight's on the Bridge
Sunlight's on the Way
Tomorrow's Calling

There's more to this than Love

What Kind of world do you want
Think Anything
Let's start at the start
Build a masterpiece

History Starts Now
Be careful what you wish for
Start Now..."

Five for Fighting - World Lyrics